29 outubro, 2008

"Podi mangá uai!"

Esta recebi por e-mail.

O FAX DO NIRSO


UM GERENTE DE VENDAS RECEBEU O SEGUINTE FAX DE UM DOS
SEUS NOVOS VENDEDORES:
'SEO GOMIS, O CRIENTE DE BELZONTE PIDIU MAIS CUATRUCENTA
PESSA. FAZ FAVOR TOMÁ AS PROVIDENSSA. 'ABRASSO, NIRSO.'
APROXIMADAMENTE UMA HORA DEPOIS, RECEBEU OUTRO:
'SEO GOMIS, OS RELATÓRIO DI VENDA VAI XEGÁ ATRAZADO PROQUE'.
TÁ FEXANDO UMAS VENDA. TEMO QUE MANDE TREIS MIL PESSA.
AMANHÃ TO XEGANO. ABRASSO, NIRSO.'
NO DIA SEGUINTE:
'SEO GOMIS, NUM XEGUEI PUCAUSA DE QUE VENDI MAIS DEIS MIL'.
EM BERABA. TÔ INO PRA BRAZILHA. ABRASSO, NIRSO.'
NO OUTRO:
'SEO GOMIS, BRAZILHA FEXÔ 20 MIL'. VÔ PRA FROLINOPIS E DE LÁ
PRA SUM PAULO NO VINHÃO DAS CETE HORA. ABRASSO, NIRSO.
E ASSIM FOI O MÊS INTEIRO.

O GERENTE, MUITO PREOCUPADO COM A IMAGEM DA EMPRESA,
LEVOU AO PRESIDENTE AS MENSAGENS QUE RECEBEU DO VENDEDOR.

O PRESIDENTE ESCUTOU ATENTAMENTE O GERENTE E DISSE:
DEIXA COMIGO, QUE EU TOMAREI AS PROVIDÊNCIAS NECESSÁRIAS.
E TOMOU...
REDIGIU DE PRÓPRIO PUNHO UM AVISO E O AFIXOU NO MURAL DA
EMPRESA, JUNTAMENTE COM AS MENSAGENS DE FAX DO VENDEDOR:
'A PARTI DE OJE NOIS TUDO VAMO FAZÊ FEITO O NIRSO'. SI PRIOCUPÁ
MENOS IM ISCREVÊ SERTO, MÓDI VENDÊ MAIZ.

ACINADO, O PRIZIDENTI.'

Essa pedra rola solta: Jerusalém

"Louvado seja tu senhor (Louvado seja tu senhor)
Bem-vindo seja Jerusalem (Bem-vindo seja Jerusalem)"



Tá rolando qui.

23 outubro, 2008

A crise

Sardinha dois irmãos



Teresina 18:30h do dia 21 de outubro do ano cristão de 2008. Estou sentado num ponto de ônibus no movimentado bairro tabuleta da capital piauiense. Meu destino é Timon no Maranhão, cidade onde moro e que faz parte da região chamada Grande Teresina. Timon é a maior cidade da região. Somos 150 mil habitantes. As dezenas de pessoas que como eu estão à espera de uma condução, parecem muito agoniadas. Deve ser o calorão de outubro. Nós nunca nos acostumamos com o período de BR-O-BRÓ. Aliás, o calorão é assunto para iniciar qualquer conversa com qualquer estranho. Sempre funciona. BR-O-BRÓ para quem não sabe, é como chamamos o período mais quente do ano. Chamamos assim porque esse período vai de setembro a dezembro, meses cujo nome têm a terminação BRO. Estou como se diz: com um olho no peixe e outro no gato. Vejo os ônibus que passam conferindo o itinerário, ao mesmo tempo leio um livro, mas não deixo de notar as pessoas que sentam e levantam ao meu lado no banco quente de cimento. Acho um fenômeno admirável a grande movimentação de pessoas neste horário. Quase ninguém “esquenta o banco”. Se é que alguma coisa ainda pode esquentar mais por aqui. Lá vem um dois irmãos. Dois irmãos é o nome da única empresa que faz transporte coletivo para o meu destino. Mas este não é o meu ônibus. Eu quero Conjunto Boa Vista, de preferência via parque. Dou graças a Deus de não ter que embarcar nessa lata de sardinha que vai para a rua Cem. Tenho dó desse povo que vai aí. Além do calorão esse empurra empurra infeliz. O ônibus está lotado de porta-a-porta, não cabe mais ninguém há muito tempo. Mesmo assim, dezenas de pessoas conseguirão entrar antes que ele chegue ao seu destino. Os ônibus que passam aqui para outros bairros de Teresina estão cheios de gente nesse horário. Somente cheios. Mas os que vão pra Timon estão atopetados. Vendo essa cena e a diferença da lotação do transporte público nas linhas de Teresina e nas linhas de Timon, lembrei-me da declaração da prefeita Socorro Waquim, em plena campanha para sua reeleição, afirmando que nossa cidade não comporta outra empresa de ônibus. É provável que a prefeita tenha se enganado e lido na tv, o papel em que estava escrito o discurso do empresário Osvaldo Mendes, dono da Dois Irmãos. Mas eu acho mesmo que ela nuca andou de ônibus coletivo. Só uma pessoa que não presencia a humilhação que é o transporte coletivo de Timon pode afirmar tamanha sandice. Agora, com um olho no gato, outro no peixe e pensando no papel e nos compromissos dos gestores públicos que elegemos, já nem sinto o calor que há pouco me atormentava. Então foi se embora a lata de sardinha com destino à rua Cem. Então volto a ler meu livro. Fico tão empolgado na leitura que quando vi outro ônibus de Timon ele já ia embora. Droga! Deve ter sido o meu. Não adianta me aborrecer. Ler é o melhor remédio. Só não posso esquecer a estratégia: um olho no peixe e outro no gato. Depois de um tempinho lá vem um outro da linha Conjunto Boa Vista. Oba! É o meu. Pra variar, vem lotado também. Só não tanto quanto o da rua Cem. Mesmo assim vejo uma mulher grávida, uma outra da terceira idade e um homem idoso viajando em pé por falto de assento. As pessoas estão cansadas. Seus semblantes denunciam. Quando aparece uma brecha eu passo rapidamente pela catraca e procuro um lugarzinho espremido ali no corredor. E sigo viajem tentando me equilibrar nesse balançar sem fim. A cada brecada, lá vem o povo caindo uns por cima dos outros. Como é difícil essa vida de passageiro. Bem que eu queria ser tratado como cliente. É! Cliente tem bom tratamento: “Bom dia Senhor. Posso ajudá-lo? Aceita um cafezinho?” Passageiro não: “Paraí motorista que vai descer um pela frente!”. O camarada desse pela porta da frente, que é de entrada, porque é impossível passar a catraca e chegar à porta de saída. Para a empresa quanto pior melhor. Quanto mais gente amontoada, mais lucro. Concorrência? Essa palavra não existe no vocabulário dos empresários. Já não posso nem ler meu livro. Mal me mantenho em pé. Quando o ônibus vai vagando fico próximo de duas jovens mulheres que conversam. Não tem como não ouvir. Falam dos ex-maridos. Lançam seus argumentos favoráveis à nova vida de quem é recém separada. E eu de butuca ligada, escutando tudo. Tem uma que afirma está sendeira, mas logo recua explicando: "sendeira não! Sendeira é só enquanto não fica com outra pessoa". E rir. Eu me divirto apesar de tudo. Claro que seria bem mais divertido se eu pudesse viajar sentado. Mas, ainda tenho fé que um dia nós timonenses teremos outra opção de transporte coletivo, além da lata de sardinha dois irmãos.. Mas ainda tenho fé que um dia nós timonenses teremos outra opção de transporte coletivo, além da lata de sardinha dois irmãos.

21 outubro, 2008

João e Maria


Essa é um espetáculo! Traduzindo: é Show!

Veja se concorda.Clique aqui.

"Agora eu era o herói
E o meu cavalo só falava inglês
A noiva do cowboy era você além das outras três
Eu enfrentava os batalhões, os alemães e seus canhões
Guardava o meu bodoque e ensaiava o rock para as matinês"

20 outubro, 2008

Ele canta e toca três instrumentos

Performance musical

Clique e veja.

Pérolas da Internet

Recebi por e-mail. A autoria é atribuída a Danilo Damásio diretor do jornal Diário do Povo.
É certo que no correio eletrônico rola muita mentira. Pode até ser que a autoria do texto não seja do Danilo Damásio, mas o conteúdo é engraçado e verdadeiro. Pelo menos a maioria das afirmações são verdadeiras.

Nada de pejorativo. Eu amo o Piauí. Mas se é divertido vale:

Só no Piauí

Algumas coisas que nós não conseguimos mudar o nome para dar-lhes imponência, nós tratamos de avacalhar. Quer ver? O presidente da Federação da Indústria do Piauí, Moraes Souza, não tem nem uma fábrica de picolé. O presidente da Associação dos Supermercadistas, Raul Lopes Filho, não tem nem uma quitanda.

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis, Jacinto Teles, não é policial. A Associação das Domésticas tem um homem como presidente, o Sr. Ascânio. No Albertão, tem de tudo do lado de fora, menos jogo do lado de dentro. O Iate Clube não dá fundo pra água, tem uma avenida no meio. O Jockey Club não tem cavalo. E, falando em Jockey Club, a Avenida Jockey Club não passa lá, passa é no Clube das Classes Produtoras. E, por falar no Clube das Classes Produtoras do Piauí, ele não é presidido por um empresário, mas por um militar aposentado, o boa praça coronel Raul Feitosa. A Federação de Natação já foi presidida pelo Sarmento, que não sabia nadar. A Avenida Piauí é no Maranhão. A Avenida Maranhão é no Piauí. O Henrique Pires, de cabelo branco, era o presidente do PMDB Jovem até há pouco tempo. Agora é presidente do PMDB sindicalista. Só que não é sindicalista. O Pedro Tamanco, já pintando o cabelo com tintura Sobral, só deixou de ser presidente do PFL Jovem porque o partido acabou. O Ubiraci Carvalho, que não dá bom dia a ninguém, foi secretário de Educação. Barrigudo, sedentário, fumante e pinguço, depois foi ser secretário do Esporte. O maior forrozeiro do Piauí, que é o Lázaro, não toca sanfona.

E assim vamos tocando a vida...

13 outubro, 2008

Flávio Dino X João Castelo

Pesquisa Escutec/O Estado sobre a disputa no segundo turno, para a prefeitura de S. Luís e divulgada dia 11/10, dá empate técnico entre Flávio Dino do PCdoB e João Castelo do PSDB (Castelo 47,3% Fávio Dino 45,1%).

Flávio Dino que chegou ao segundo turno como o candidato aliado de Lula, agora tem que enfrentar um Castelo que promete governar em parceria com o presidente operário.

Vamos pensar um pouco.

João Castelo é do PSDB.

Em 2006 Castelo apoiou o tucano Geraldo alkmin vulgo picolé de xuxu, para presidente.

No congresso, os tucanos fazem de tudo para inviabilizar o governo Lula.

O líder máximo do tucanato é o antipático FHC.

Quando no governo os tucanos privilegiam os ricos em detrimento dos pobres.

Não estaria Castelo tentando ludibriar a população de São Luis fingindo-se de aliado de Lula?

Tenha dó! Conta outra Castelo.

Educadores repudiam Veja


Em nota, os trabalhadores em educação repudiam a revista semanal relinchante intitulada Veja.
Segue trecho da nota que está publicada no Fazendo Mídia.

NOTA DE REPÚDIO


Você sabe o que estão querendo dizer?

Mais uma vez, a Revista Veja (Editora Abril) se superou em superficialidade e falta de compromisso com os valores éticos da prática jornalística e da função social da comunicação. Em matéria intitulada: "Você sabe o que estão ensinando a ele?" (Edição nº33, de 20 de agosto de 2008), assinada por Monica Weinberg e Camila Pereira, desfere raivoso ataque contra os docentes brasileiros. Sob aparente pretexto de discutir a educação no Brasil, a publicação conclui de forma simplista e com intenção duvidosa que a baixa qualidade de ensino no País é responsabilidade dos professores que, ao invés de ensinarem o conteúdo de suas disciplinas, dedicam-se ao discurso ideológico dentro das salas de aula.

Agarrado ao pouco que restou de sua credibilidade, especialmente no meio midiático, mas também junto aos leitores mais atentos, o veículo sai em defesa da necessidade de neutralidade e, de maneira irresponsável, conclama os pais a promoverem patrulha ideológica nas escolas, controlando o que é ensinado pelos professores.
...
Leia a íntegra aqui.

07 outubro, 2008

Imagem e semelhança

Belas estátuas estas.

Olha que mimoso esse bebê zangado e chorão.

Esse casal parece muito fofo. Mas eu acho que é de rocha.

Este homem tem síndrome de avestruz.

Este parece que vai se esburrachar.

Esta é engajada. A favor do desarmamento.


Veja mais clicando aqui.

Pra que serve um vereador?


Tentando responder à questão acima, Marcelo Tas (CQC) mostra, de maneira bem humorada, um pouco da História do parlamento municipal.

Veja clicando aqui.

Os Edis de 2009

Segue a lista dos 12 vereadores eleitos no último dia 5 de outubro. Por ordem decrescente do número de votos, serão estes os edis timonenses a partir de 1º de janeiro de 2009.


TUÁ-----------------------------------2.444
JACONIAS------------------------------2.389
CHAGAS CIGARREIRO---------------------2.211
FRANCISCO TORRES----------------------2.048
IVAN DO SABOREAR----------------------1.965
KENNEDY-------------------------------1.951
UILMA RESENDE-------------------------1.948
JOSÉ CARLOS ASSUNÇÃO------------------1.847
EDUARDO OLIVEIRA----------------------1.836
TALES WAQUIM--------------------------1.816
BIU-----------------------------------1.497
REGINALDO BOM CLIMA-------------------1.271

06 outubro, 2008

Socorro Waquim é reeleita com vantagem de 7268 votos sobre o 2º colocado

São estes os números apurados para eleição de prefeito no município de Timon:

Socorro Waquim 40.698 votos. 53,91% dos votos válidos;

Luciano Leitoa 33.422 votos. 44,27% dos votos válidos;

Francisca Uerly 984 votos. 1,3% dos votos válidos;

Francisco das Chagas (Nacy) 393 votos. 0,52% dos votos válidos.