29 outubro, 2007

Em entrevista à BBC World, FHC se embaraça com as perguntas sobre combate à corrupção e à pobreza.

Será que jornalistas da Veja, de O Globo, Folha de são Paulo teriam coragem de fazer as seguintes perguntas:

BBC - Mas o que parece é que ao mesmo tempo em que o sr. me diz que Lula tem de ser forte, deve demonstrar liderança, o sr. está me dizendo que durante os oito anos de seu governo nenhum deputado, senador, nenhum membro do governo foi indiciado porque a política era inteiramente limpa?

FHC - Você pode me dar o nome de alguém que tenha sido considerado culpado? Ninguém foi acusado.

BBC - Mas o fato de ninguém ter sido acusado formalmente talvez sugira que...

FHC - Nunca ninguém foi nem acusado pela imprensa, nenhum dos meus ministros. E caso alguém tivesse sido acusado minha reação seria simplesmente demiti-lo. Isso é o que estou lhe dizendo.

BBC - A percepção é de que Lula destinou muito mais recursos a programas de combate à pobreza, como o famoso Bolsa Família, que tem tirado milhões de pessoas da miséria absoluta.

FHC - Mas o primeiro passo foi estabilizar a economia. Com isso a linha da pobreza caiu de 40% para 30%. Este foi o Plano Real. Em seguida...

Leia no sitio da BBC Brasil.

AUDIÊNCIA PUBLICA DISCUTIRÁ PLANOS DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO ESCRAVO E MEDIDAS LEGISLATIVAS

Evento terá presença de min. do Trabalho e senador José Nery

De iniciativa da deputada estadual Helena Barros Heluy (PT) e aprovada à unanimidade em plenário, será realizada nesta segunda-feira (29), às 9 h, no auditório Gervásio Santos, a audiência pública que debaterá “A Implementação dos Planos Nacional e Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo e Novas Medidas Legislativas”, sob coordenação da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Comissão de Relações do Trabalho e Administração Pública. Já está confirmada a presença do senador José Nery, presidente da Sub-Comissão Temporária de Combate ao Trabalho Escravo do Senado Federal. A participação do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, também é aguardada, que tem agenda prevista para São Luís, na segunda-feira.

Fonte: Assessoria do gabinete da deputada Helena Heluy.

19 outubro, 2007

Aprovada transferência de domínio da BR que corta Timon

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou no último dia 17 o Projeto de Lei 1155/07, do deputado Professor Setimo (PMDB-MA), que autoriza a transferência de domínio de 8,5 quilômetros da BR-316. O domínio desse trecho passaria da União para o município de Timon, no Maranhão, por se encontrar na zona urbana da cidade.

O relator, deputado João Oliveira (DEM-TO), explicou que a movimentação de veículos leves e pesados no trecho de estrada que atravessa o centro de Timon afeta diretamente o dia-a-dia da população local, com o agravante que o trecho não tem recebido os investimentos necessários do governo federal e está mal conservado.

Oliveira explicou que, com a transferência, Timon passará a ser responsável pela conservação, sinalização e fiscalização da via. "Para a realização de investimentos municipais nesse sentido, beneficiando a população local, é importante que se atribua a propriedade do bem ao Município", disse.

A proposta, que tramita em caráter conclusivo, será analisada também pelas comissões de Viação e Transportes; Finanças e Tributação e Constituição e Justiça e de Cidadania.
fonte: Agência Câmara

18 outubro, 2007

PT de Timon recebe lideranças estaduais

No último sábado, 13 de outubro, o suplente de deputado federal e ex-presidente regional do PT no Maranhão, Washington Luis, foi recebido pelos militntes em um amistoso café da manhã.

Na reunião que aconteceu na sede do partido, Washington discorreu sobre a campanha, sobre seus projetos para o PT maranhense e respondeu a muitos questionamentos dos filiados.

Washington também concedeu entrevistas a órgãos de comunicação locais e de Teresina.

O atual presidente regional, também esteve em Timon na quinta-feira, dia 11 de outubro. Pelo que se soube, Dutra reuniu-se com alguns membros do partido.

Se a visita de Washington Luis, foi anunciada e festejada, a do deputado Dutra, foi silenciosa, quase secreta.

12 outubro, 2007

UM EDITORIAL em 1ª PESSOA

Nos últimos dias tenho sido interpelado por alguns internautas que tecem críticas à minha pessoa, baseando-se no material que publico neste blog. Os questionamentos surgem a partir de conteúdos de cunho político partidário aqui veiculados.

Sou consciente das controvérsias que esse tipo de publicação gera num ambiente político provinciano como o nosso. Porém, ao invés de me desestimularem, essas críticas me realimentam e ratificam a certeza que carrego. A de que estou no caminho certo.

Aqueles que não me rotularam de "leitoista" (adepto de Chico Leitoa) me chamaram de "socorrista" (adepto de Soccoro Waquim). A eles eu afirmei e reafirmo que não sou nem um, nem outro.

Não quero dizer com isto, que sou apolítico ou apartidário. Pelo contrário, como todo cidadão consciente, tenho posições políticas firmes e as defendo nos momentos e ambientes apropriados. Reafirmo também, que este blog não é, definitivamente, o melhor lugar para que eu defenda minhas posições políticas.

Enquanto profissional da comunicação social, conhecedor dos fundamentos teóricos da boa prática jornalística, bem como das limitações práticas do exercício profissional, tenho buscado produzir um conteúdo equilibradado e lastreado, sempre, na verdade dos fatos.

Continuo aberto às críticas, quer sejam feitas nos comentários do blog ou nas ruas por onde ando, mas não aceito rótulos, censura ou qualquer tentativa de coerção ao direito que tenho de comunicar e levar ao meu público leitor, a informação correta e honesta. Para isto vou aonde me chamarem. Aonde não chamarem, vou também.

Quem quiser aferir a partir de fatos, o equilíbrio deste trabalho, basta olhar o histórico do último mês e verificar que não privilegiei figura pública, partido ou grupo político algum.


Para quem insiste em afirmar que minha postura está equivocado, eu recomendo uma leitura cuidadosa e reflectiva do Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros.

Muito obrigado.

10 outubro, 2007

Promotora de Timon quer ressarcimento de R$ 1,074 milhão aos cofres públicos

A titular da 4ª Promotoria de Justiça da comarca de Timon, Selma Martins, interpôs recurso de apelação para garantir a continuidade de oito ações civis públicas de execução forçada contra três ex-gestores do município de Timon.

A promotora exige o ressarcimento de R$ 1,074 milhão aos cofres públicos, mas a Justiça indeferiu as ações, alegando ilegitimidade do Ministério Público para fazer o pleito.

Selma Martins contesta o entendimento do Judiciário e afirma: "Como órgão de defesa dos direitos difusos e coletivos, o Ministério Público tem legitimidade concorrente".

Das oito ações ajuizadas em setembro deste ano, quatro dizem respeito ao ex-prefeito Sebastião de Deus Ferreira.

Três delas têm como objeto o também ex-prefeito de Timon, Francisco Rodrigues de Sousa, o Chico Leitoa.

Antonio Henrique das Chagas, ex-presidente do Instituto de Previdência Municipal de Timon (IPMT), é objeto de uma das ações ajuizadas pela promotoria.

Henrique tem um débito de pouco mais de R$ 23 mil, que diz respeito à desaprovação das contas referentes ao exercício de 1997.


Fonte: Ministério Público do Estado do Maranhão.

08 outubro, 2007

CIA "humaniza" seu programa de tortura

A agência de inteligência dos EUA anunciou que baniu a técnica de tortura conhecida como "water-boarding". O sufocamento com água será usado somente quando a prisão for secreta.

Agora só vale choque elétrico, tapa na cara, câmara frigorífica, posturas forçadas e outras variações dos modernos métodos da democracia estadunidense.

Segundo o Jornal A Hora do Povo, a notícia veio a público no dia 14 de setembro, pelo canal ABC dos EUA.


O maior patrimônio de um órgão de comunicação é a credibilidade. Pois bem, a revista veja vem colhendo os frutos da falta de credibilidade.
Internauta mostra sucessivos encalhes nas bancas.
Esta foto foi tirada na sexta-feira(05/10/2007), depois de uma semana exposta à venda em banca do rio de Janeiro.
Detalhes aqui.

05 outubro, 2007

DEM, PMDB e PSDB. Campeões de corrupção eleitoral.

O Movimento de Combate à corrupção Eleitoral (MCCE), divulgou ontem (04/10/2007), no auditório da CNBB em Brasília, o resultado da pesquisa "Políticos Cassados por Corrupção Eleitoral". Desde 2000, 623 políticos foram cassados pela Justiça Eleitoral.

A pesquisa foi realizada para avaliar os resultados da aplicação da lei 9840.

No ranking das cassações, por partido, o título de campeão da corrupção eleitoral ficou para o DEM (ex-PFL), com 69 casos, ou 20,4% do total. Em segundo lugar vem o PMDB com 66 casos, ou 19,5%. O PSDB é o terceiro colocado, com 58 ocorrências, ou 17,1% dos casos.

Gestada por iniciativa de dezenas de entidades e movimentos da sociedade civil, a lei 9840 foi criada em 1999 para combater a compra de votos e o uso da máquina administrativa durante o período eleitoral.

Veja aqui a cartilha de combate à corrupção eleitoral.

04 outubro, 2007

Pela democratização das comunicações

Entidades se mobilizam em campanha pela democracia e transparência no processo de outorga e renovação das emissoras.

Amanhã, 5 de outubro, vencem concessões de televisão em todo o Brasil, entre elas emissoras próprias e afiliadas da Rede Globo, Bandeirantes, Record e CNT/Gazeta.

Embora exploradas majoritariamente por empresas privadas, rádios e TVs são concessões públicas. Isto é, as câmeras podem ser da Globo, o cenário pode ser da Globo, mas o canal não é da Globo. O canal é do povo brasileiro.

Em São Luis, amanhã Às 07:30, o representante do Intervozes no Estado do Maranhão, Luciano Nascimento, participará de debate no programa Rádio Opinião, da Rádio Universidade (106,9 FM), sobre concessões de rádio e TV. A partir das 8h da manhã, será realizado um ato na Praça Deodoro, com apresentação de grupos de teatro que farão esquetes sobre concessões.

Às 17h30, no auditório do Centro de Ciências Socias (CCSO), da UFMA, acontecerá debate sobre concessões com a participação do Intervozes e de grupos de estudo da Universidade.

Fontes: Intervozes e Une

02 outubro, 2007

AL do Maranhão terá Frente Parlamentar Pela Reforma Política com Participação Popular

Aconteceu, nesta segunda-feira (01/10), no auditório Fernando Falcão da Assembléia Legislativa, a primeira reunião para formação do colegiado que coordenará a Frente Parlamentar pela Reforma Política com Participação Popular.

Resultado do Projeto de Resolução 504/2007, de autoria da deputa Helena Heluy (PT), o objetivo da Frente Parlamentar é democratizar o mais amplamente possível o debate acerca do processo de reforma política, de modo que a população, representada por parlamentares e entidades da sociedade civil, participe do debate sobre a reforma, interferindo em sua construção e, inclusive, mantendo as discussões depois de findado o processo e sacramentada sua aprovação.

Helena lembrou que a Frente Parlamentar é um colegiado formado por deputados e representantes da sociedade civil.

01 outubro, 2007

PDT mobiliza aliados no fim de semana

O grupo político do ex-prefeito Chico Leitoa deu o pontapé inicial para a campanha eleitoral de 2008.

Com uma feijoada animada por atrações artísticas locais, o PDT e partidos aliados, realizaram no último domingo (30/09/2007), na sede do partido, encontro que marca o início da disputa pela prefeitura e pelas vagas na Câmara de Vereadores.

O principal grupo de oposição à prefeita Socorro Waquim, conta hoje com o PHS, PSDC, PTB, PCB, PPS, PSDB e PSB.

No evento, todos os partidos realizaram filiações, uma forma de reunir forças para o pleito vindouro.

Campanha Amigo do Verde

A Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA) encerrou hoje (30/09/2007) a campanha “Amigo do verde”.

Na feira do bairro Formosa, funcionários distribuíram panfletos educativos, conversaram com os transeuntes e realizaram doações de plantas frutíferas, ornamentais e medicinais.

A campanha que teve iniciou no dia 21 de setembro, faz parte das comemorações do dia da árvore.

A presidente da FMA, Osmarina Moura, disse que o objetivo da campanha é conscientizar as pessoas da necessidade de se plantar mais árvores e orientar a população de como cuidar de uma.