27 junho, 2013

Na hora da crise, beba História


Publico aqui texto retirado site Tijolaço (http://www.tijolaco.com.br/). Pode perfeitamento ser lido hoje, pois é atualíssimo. Trata-se de um discurso de João Gular, dias antes do golpe de 1964.




Democracia é por fim a privilégios



  “Brasileiros, não receio ser chamado subversivo por propagar a necessidade de revisão da atual Constituição da República, é antiquada porque legaliza uma estrutura econômica já soberana , injusta e desumana .


O povo tem que sentir a democracia que ponha fim aos privilégios de uma minoria proprietária de terras.

Acusam o Governo Federal de estar incitando a agitação e de estar pretendendo golpear o regime democrático, mas quem acusa o Governo de pretender golpear as Instituições?

São aqueles mesmos que o povo reconhece como os maiores golpistas deste país e que, em todas as oportunidades, ostensivamente, procuram desviar o Brasil do seu rumo democrático, que é o rumo do povo brasileiro.

Os que hoje dizem que o Governo conspira, são aqueles que mais vem conspirando contra os interesses do povo e do País, os mesmo que em 1950 queriam impedir a posse do Presidente Getúlio Vargas, os mesmo que em 1954 levaram o grande Presidente ao suicídio, os mesmos que, em 1956, afirmaram que o governo eleito não podia tomar posse, os mesmos que em novembro do mesmo ano pretenderam sufocar as liberdades democráticas, os mesmos que em 1961 proclamaram que um vive-presidente eleito não podia sequer pisar no solo da Pátria e invadiam jornais e encarceravam operários e líderes populares para impedir que a constituição fosse cumprida, esses mesmos que gritam hoje que o Presidente João Goulart conspirou contra o regime e que eles são os democratas deste País; desgraça da nossa democracia se tivesse de ser defendida por aqueles que sempre estão prontos para golpeá-la.

O que eles querem encobrir com essas acusações constantes são outros propósitos e objetivos com essa campanha de difamação, de mentiras, de mistificação e confundir o povo brasileiro, para evitar que se façam dentro deste País as reformas reclamadas pela classe operária, que não constituem apenas uma reivindicação legítima e patriótica dos brasileiros deserdados, mas sim um imperativo nacional, reclamado pelo nosso desenvolvimento e o nosso progresso.”


Por: Fernando Brito

24 junho, 2013

Também quero ir às ruas

      Estarei completanto, dentro de poucos meses, 40 anos de idade. Desde os 16 que vou às ruas, na luta por melhores dias. Durante este tempo, participei de passeatas estudantis, de greves de trabalhadores, fui dirigente sindical, militei em partidos políticos, participei de associações de moradores, integrei o MEP (movimento evangélico progressista) nas discursões pela rede, entre outros movimentos. Fiz isso porque acreditei que poderíamos construir uma nação mais justa, mais fraterna. Hoje não estou nas ruas, no meio da massa. Não estou porque julgo que os manifestantes, no geral, estão perdidos quanto ao que pretendem. A reclamação é generalizada.

20 junho, 2013

Movimento "Vem pra rua": O que está em jogo?

Tantas pessoas juntas pelas ruas do país sem uma pauta definida, leva naturalmente à baderna. Existe um movimento pela redução dos valores cobrados no transporte público? Claro que sim. É legítimo. Existe uma insatisfação com a estrutura político partidária carcomida do Brasil? Claro que existe. Mas é claro também, que a grande maioria das pessoas está indo às ruas sem ter um "ideologia pra viver".

18 junho, 2013

Movimento Passe Livre no Roda Viva

Estou vendo agora entrevista com Nina e Lucas, lideranças do movimento "Passe Livre" em São Paulo. Já vou publicando o link, na certeza de que vale a pena ver. Na bancada de entrevistadores está a jornalista Giuliana Vallone, ferida com bala de borracha durante uma manifestação. Também no rol de entrevistadores tem um coronel da PM, além de outros jornalistas. Vamos ver então?


http://youtu.be/jDS2cFjZPio

15 junho, 2013

“Folha” e “Estadão” são velhos defensores da ordem...

por Rodrigo Vianna


“Folha” e “Estadão” são velhos defensores da ordem. Em 64, defenderam uma “ordem” curiosa: em nome da Democracia, era preciso atentar contra a Democracia. A gloriosa imprensa nacional implorou pelo golpe. E foi atendida. Nos anos seguintes, jornalistas foram presos, torturados. Na época, a maioria dos jornalistas tinha noção exata de que o interesse do patrão não era o interesse do jornalista. Os dois não se confundiam.
Os anos 90 transformaram os jornalistas em “novos-ricos”, apesar de quase sempre mal pagos. O novo-riquismo se expressava em um jeito “moderno” de se vestir, que eu vi de perto na Redação da Barão de Limeira: chefes com calça pula brejo, gravatas coloridas, um jeito espalhafatoso que alguns chamavam de “yuppie”. Muitos, mesmo sem ser chefes, embarcaram no modismo. Vestiram roupa dos chefes, passaram a pensar como os patrões. Jovens recem-saídos da faculdade chegavam às redações achando que eram sócios da “liberdade de imprensa” dos patrões.

12 junho, 2013

Senado discutie Lei Geral das Religiões

Da Redação - Agência Senado


A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou, nesta quarta-feira (12) projeto de lei (PLC 160/2009) que trata das garantias e dos direitos fundamentais ao livre exercício da crença e dos cultos religiosos – a chamada Lei Geral das Religiões. A proposta é de autoria do deputado George Hilton (PRB-MG) e regulamenta dispositivos constitucionais que garante o livre exercício de crenças. Em razão de acordo de líderes, a matéria, que deveria passar por exame da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), segue diretamente para o Plenário.

BOLSA FAMÍLIA: O PODER DE PLÁSTICO

Por Ed Wilson Ferreira Araújo

Um dos maiores dispositivos de poder no Brasil contemporâneo é um pequeno objeto retangular, de plástico rígido, com uma tarja magnética no verso: o cartão do Bolsa Família.


Criado no conjunto de ações do programa Fome Zero, o Bolsa Família é a maior ferramenta de proteção social do Brasil.


Analisar esse fenômeno, face ao recente episódio dos saques estratosféricos e da “calça de 300 reais”, requer uma postura desapaixonada do debate rasteiro travado entre petistas roxos e tucanos emplumados.

11 junho, 2013

Oficiais do MA visitam Comando do Corpo de Bombeiros do Piauí



O Comando do Corpo de Bombeiros Militar do Piauí (CBMEPI) recepcionou uma comissão composta de militares do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA). Esteve à frente da comissão maranhense, o comandante geral do CBBMA, coronel João Vanderley Costa Pereira.

Secretaria Estadual de Educação do Maranhão abre processo seletivo para professores



A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio da secretária adjunta de Projetos Especiais (Sape), abriu, nesta segunda-feira (10), inscrições gratuitas de processo seletivo simplificado para contratação temporária de 162 professores para atuarem nos cursos do ensino fundamental, médio e na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Os interessados devem se inscrever até sexta-feira (14) nas sedes das unidades regionais de educação de São Luís, Açailândia, Bacabal, Caxias, Imperatriz, Pedreiras, Rosário, Santa Inês, Timon e Viana.

MP libera R$ 2,9 bilhões para financiamento de ensino superior

Agência Câmara



Tramita no Congresso a Medida Provisória 616/13, que abre crédito extraordinário de R$ 2,932 bilhões para o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). O objetivo é garantir o acesso de estudantes a universidades particulares por meio de novos financiamentos, aditamentos dos empréstimos já contratados e de contratos de anos anteriores para os quais os repasses não foram suficientes.

05 junho, 2013

Inflação para famílias com renda até 2,5 salários mínimos recua e fecha maio em 0,18%


Rio de Janeiro – O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que mede a inflação para famílias com renda até 2,5 salários mínimos, fechou o mês de maio em 0,18%, taxa inferior ao 0,59% de abril. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IPC-C1 de maio também foi menor do que o Índice de Preços ao Consumidor Brasil (IPC-BR), que mede a inflação para todas as faixas de renda e fechou o mês em 0,32%.

Prefeitura municipal de Timon fará redadastramento imobiliário

A Secretaria Municipal de Finanças (SEMUF) iniciou no último dia 04 de junho, o trabalho de recadastramento dos imóveis no município de Timon. Com uma equipe prevista de 50 cadastradores, a SEMUF estima em 60 mil o número de imóveis que serão cadastrado num prazo de 10 meses. O trabalho servirá de base para o cálculo do Imposto Territorial Urbano (IPTU), além de fornecer dados que poderão ajudar no planejamento do município.

04 junho, 2013

Teresina se prepara para o III THEmotofest

Evento que vem se firmando como acontecimento turístico,  o III THEmotofeste acontecerá nos dia 07, 08 e 09 de Junho de 2013 em Teresina/PI, no espaço turístico da Ponte Estaiada. Reunindo motociclistas de vários Estados da federação o evento se caracteriza como um encontro nacional de motociclistas, proporcionando mais uma oportunidade de confraternização dos amantes de motocicletas e praticantes de mototurismo.