21 outubro, 2013

A verdadeira história da mídia brasileira

Filme produzido pelo Intervozes, coletivo brasileiro de comunicação social.

O nosso petróleo em pauta

Hoje é um dia importante para a empresa brasileira de petróleo, a PETROBRAS. Ela que é uma queridinha na BOVESPA. Mais ainda, este é um dia decisivo para a economia do Brasil, este país que resiste em não entregar seu ouro negro aos colonizaores. O dia de hoje poderá definir o destino das futuras gerações. A união arrecadará royalts para investir em saúde e educação. O leilão do campo de Libra, festejado pela mídia como  "o maior descoberto no mundo desde 2008"(site Valor Econômico), carrega todo este potencial. Sobre este potencial e sobre as formas de exploração desta riqueza toda há controvérsias. Que bom que chegamos a esta situação. Se não fosse a PETROBRAS, a única detentora do direito de exploração e com o dever de participar com no mínimo 30% de capital do consórcio explorador, não haveria polêmica. Viva a PETROBRAS. Viva o Brasil. Não posso deixar de imaginar como seria o leilão se o regime fosse de concessão como antigamente, ao invés do atual regime de partilha. Na concessão o petróleo pertenceria ao vencedor do leilão. Na partilha o petróleo pertence à união, que paga aos exploradores com parte do produção. Se ao invés da PETROBRAS estivesse no negócio uma tal de PETROBRAX em que tentaram transformar nossa estatal para vender a preço de banana. Dificilmente a polêmica existiria. Ou alguém já ouviu discutir-se o valor, a quem pertence e como será usada a riqueza da VALE (companhia Vale do Rio Doce)?

Como sou leitor de "Blogueiros Sujos", além da mídia tradicional, quero disponibilizar os links de alguns artigos interessantes para alimentar a polêmica:


Conversa Afiada:
http://www.conversaafiada.com.br/economia/2013/10/20/viva-o-leilao-lula-retomou-a-petrobras-do-fhc/

http://www.conversaafiada.com.br/economia/2013/10/21/o-genro-e-o-pires-venderam-libra-a-preco-de-banana/

Valor Econômico:
http://www.valor.com.br/brasil/3309640/leilao-do-megacampo-de-libra-pode-ter-um-so-consorcio 

Tijolaço:
http://tijolaco.com.br/index.php/a-horas-de-libra-ficar-com-a-petrobras-as-raposas-uivam-para-as-uvas-perdidas/

Uol:
http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2013/10/21/tentativa-de-invasao-a-area-do-leilao-do-pre-sal-deixa-ao-menos-2-feridos.htm

13 setembro, 2013

Delegado Protógenes detona do alto da tribuna

Parlamentar tem que erguer sua voz. O deputado Protógenes parece compreender qual é seu trabalho na câmara federal e toca numa ferida diante da qual muitos se acovardaram.



11 setembro, 2013

Henrique Alves diz que reforma política poderá ser votada no fim deste mês

Brasília - Depois de dizer que pretende colocar em votação no mês de outubro a reforma política, o presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), admitiu hoje (10) que poderá pautar a votação para o fim de setembro, caso seja retirada a urgência constitucional do projeto de lei que trata do Código da Mineração.


Alves manifestou a possibilidade de antecipar a votação após reunião com representantes da sociedade civil que lhe entregaram uma proposta de reforma política de iniciativa popular. A proposta conta com o apoio de várias entidades civis e de mais de 100 deputados. “Para quem queria votar em outubro, melhor ainda [votar agora em setembro]. O importante é ter consenso”, disse Henrique Alves.

Segundo ele, o documento apresentado por entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a União Nacional dos Estudantes (UNE) e o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), entre outras, será encaminhado ao grupo de trabalho que está elaborando a proposta de reforma política a ser levada à votação no plenário da Câmara.


“Tenho o compromisso de votar no mês de outubro [a reforma política]. Esta Casa não foi competente para apresentar um projeto e votar. Há a concordância de todas as lideranças e o interesse dos parlamentares de ter um projeto viável e realista de reforma política, que seria submetido a um referendo popular na eleição do próximo ano”, declarou o presidente da Câmara.


Henrique Alves disse ainda que todas as contribuições sobre reforma política que chegarem à Câmara serão analisadas pelo grupo de trabalho. “Todas [as propostas] serão examinadas para que possam estar contidas naquilo que essa Casa entende como proposta boa, correta e modernizar a política para que possa ser votada em outubro”, ressaltou.



Iolando Lourenço
Repórter da Agência Brasil
Edição: Aécio Amado
Fonte: Agência Brasil


Roberto Costa entrega denúncias contra Flávio Dino no Ministério Público

Fonte: AL-MA - Assecom / Roberto Costa



No final da tarde desta terça-feira (10), o deputado Roberto Costa (PMDB), acompanhado do deputado Alexandre Almeida, deu entrada em uma representação no Ministério Público Eleitoral. A peça contém denúncias contra atos praticados pelo presidente da Embratur, Flávio Dino.



Os deputados foram recebidos pelo promotor eleitoral auxiliar, Pablo Bogea. Roberto Costa e Alexandre Almeida explicaram toda a situação da denúncia ao promotor, que se comprometeu em analisar os fatos e levar ao conhecimento do Procurador Eleitoral, para que possam ser iniciadas as investigações.



Roberto Costa disse que o principal objetivo da formalização das denúncias é o de garantir o respeito ao processo democrático. “Que o Ministério Público possa investigar os casos denunciados e, além de ter conhecimento dos fatos, possa também, de fato, denunciar formalmente à Justiça, para que o processo democrático, o processo político seja respeitado dentro da Lei, como todos nós esperamos”, disse o parlamentar.



AS DENÚNCIAS



Entre as denúncias apresentadas pelos deputados constava o uso da estrutura administrativa da Prefeitura de São Luís e da Embratur para fins de campanha eleitoral antecipada.



Costa afirmou que o principal intuito é o de coibir este tipo de abuso dos recursos públicos para finalidades de campanhas eleitorais. “O que nós queremos é isso: que parem de usar abusivamente da máquina administrativa da Prefeitura de São Luís, que ele deixe de usar a estrutura da Embratur, que tem que prestar um serviço para o país e que tudo termina sendo desvirtuado para reforçar sua campanha política”, finalizou o deputado.

03 setembro, 2013

Palmério Dória fala de "O Príncipe da Privataria"


O livro do jornalista Palmério Dória, conta como foi o esquema de compra de votos para a reeleição de FHC. O Principe da Privataria é Fernando Henrique Cardoso. Em entrevista à rede TV, Dória afirma: "está enganado quem pensa que o mensalão foi o maior escândalo e o maior esquema de corrupção do Brasil". Quem pensa assim, não entende de escândalo nem de História, arremata Palmério. "O Príncipe da Privataria" tem tudo pra se tornar um Best-Seller. Eu fui ontem a duas grandes livrarias e não encontrei o livro para comprar, mas vou continuar procurando. Pra mim esta é uma leitura obrigatória.

Veja entrevista aqui:


A Gereação Editorial anuncia a obra como sendo "O livro bomba do ano".

Transcrevo a resenha no modo CTRL+C/CTRL+V, direto do site da editora.


O Príncipe da Privataria revela quem é o “Senhor X”, o homem que denunciou a compra da reeleição

Uma grande reportagem, 400 páginas, 36 capítulos, 20 anos de apuração, um repórter da velha guarda, um personagem central recheado de contradições, poderoso, ex-presidente da República, um furo jornalístico, os bastidores da imprensa, eis o conteúdo principal da mais nova polêmica do mercado editorial brasileiro: O Príncipe da Privataria – A história secreta de como o Brasil perdeu seu patrimônio e Fernando Henrique Cardoso ganhou sua reeleição (Geração Editorial, R$ 39,90).
Com uma tiragem inicial de 25 mil exemplares, um número altíssimo para o padrão nacional, O Príncipe da Privataria é o 9° título da coleção História Agora da Geração Editorial, do qual faz parte o bombástico A Privataria Tucana e o mais recente Segredos do Conclave.
O personagem principal da obra é o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o autor é o jornalista Palmério Dória, (Honoráveis Bandidos – Um retrato do Brasil na era Sarney, entre outros títulos). A reportagem retrata os dois mandatos de FHC, que vão de 1995 a 2002, as polêmicas e contraditórias privatizações do governo do PSDB e revela, com profundidade de apuração, quais foram os trâmites para a compra da reeleição, quem foi o “Senhor X” – a misteriosa fonte que gravou deputados confessando venda de votos para reeleição – e quem foram os verdadeiros amigos do presidente, o papel da imprensa em relação ao governo tucano, e a ligação do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) com a CIA, além do suposto filho fora do casamento, um ”segredo de polichinelo” guardado durante anos…
Após 16 anos, Palmério Dória apresenta ao Brasil o personagem principal do maior escândalo de corrupção do governo FHC: o “Senhor X”. Ele foi o ex-deputado federal que gravou num minúsculo aparelho as “confissões” dos colegas que serviram de base para as reportagens do jornalista Fernando Rodrigues publicadas na Folha de S. Paulo em maio de 1997. A série “Mercado de Voto” mostrou da forma mais objetiva possível como foi realizada a compra de deputados para garantir a aprovação da emenda da reeleição. “Comprou o mandato: 150 deputados, uma montanha de dinheiro pra fazer a reeleição”, contou o senador gaúcho, Pedro Simon. Rodrigues, experiente repórter investigativo, ganhou os principais prêmios da categoria no ano da publicação.
Nos diálogos com o “Senhor X”, deputados federais confirmavam que haviam recebido R$ 200 mil para apoiar o governo. Um escândalo que mexeu com Brasília e que permanece muito mal explicado até hoje. Mais um desvio de conduta engavetado na Era FHC.
Porém, em 2012, o empresário e ex-deputado pelo Acre, Narciso Mendes – o “Senhor X” –, depois de passar por uma cirurgia complicada e ficar entre a vida e a morte, resolveu contar tudo o que sabia.
O autor e o coautor desta obra, o também jornalista da velha guarda Mylton Severiano, viajaram mais de 3.500 quilômetros para um encontro com o “Senhor X”. Pousaram em Rio Branco, no Acre, para conhecer, entrevistar e gravar um homem lúcido e disposto a desvelar um capítulo nebuloso da recente democracia brasileira.
O “Senhor X” aparece – inclusive com foto na capa e no decorrer do livro. Explica, conta e mostra como se fazia política no governo “mais ético” da história. Um dos grandes segredos da imprensa brasileira é desvendado.
20 anos de apuraçãoEm 1993, o autor começa a investigar a vida de FHC que resultaria neste polêmico livro. Nessas últimas duas décadas, Palmério Dória entrevistou inúmeras personalidades, entre elas o ex-presidente da República Itamar Franco, o ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes e o senador Pedro Simon, do PMDB. Os três, por variadas razões, fizeram revelações polêmicas sobre o presidente Fernando Henrique e sobre o quadro político brasileiro.
Exílio na EuropaAo contrário do magnata da comunicação Charles Foster Kane, personagem do filme Cidadão Kane, de Orson Welles, que, ao ser chantageado pelo seu adversário sobre o seu suposto caso extraconjugal nas vésperas de uma eleição, decide encarar a ameaça e é derrotado nas urnas devido a polêmica, FHC preferiu esconder que teria tido um filho de um relacionamento com uma jornalista.
FHC leva a sério o risco de perder a eleição. Num plano audacioso e em parceria com a maior emissora de televisão do país, a Rede Globo, a jornalista Miriam Dutra e o suposto filho, ainda bebê, são “exilados” na Europa. Palmério Dória não faz um julgamento moralista de um caso extraconjugal e suas consequências, mas enfatiza o silêncio da imprensa brasileira para um episódio conhecido em 11 redações de 10 consultadas. Não era segredo para jornalistas e políticos, mas como uma blindagem única nunca vista antes neste país foi capaz de manter em sigilo em caso por tantos anos?
O fato só foi revelado muito mais tarde, e discretamente, quando Fernando Henrique Cardoso não era mais presidente e sua esposa, Dona Ruth Cardoso, havia morrido. Com um final inusitado: exame de DNA revelou que o filho não era do ex-presidente que, no entanto, já o havia reconhecido.
Na obra, há detalhes do projeto neoliberal de vender todo o patrimônio nacional. Seu crime mais hediondo foi destruir a Alma Nacional, o sonho coletivo”, relatou o jornalista que desvendou o processo privativista da Era FHC, Aloysio Biondi, no livro Brasil Privatizado.
O Príncipe da Privataria conta ainda os bastidores da tentativa de venda da Petrobras, em que até a produção de identidade visual para a nova companhia, a Petrobrax, foi criada a fim de facilitar o entendimento da comunidade internacional. Também a entrega do sistema de telecomunicações, as propinas nos leilões das teles e de outras estatais, os bancos estaduais, as estradas, e até o suposto projeto de vender a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. A gente nem precisa de um roubômetro: FHC com a privataria roubou 10 mil vezes mais que qualquer possibilidade de desvio do governo Lula”, denuncia o senador paranaense Roberto Requião.
_______________________

Sobre autor:
Palmério Dória 
é repórter. Nasceu em Santarém, Pará, em 1949 e atualmente mora em São Paulo, capital. Com carreira iniciada no final da década de 1960 já passou por inúmeras redações da grande imprensa e da “imprensa nanica”. Publicou seis livros, quatro de política: A Guerrilha do AraguaiaMataram o Presidente — Memórias do pistoleiro que mudou a História do Brasil A Candidata que Virou Picolé (sobre a queda de Roseana Sarney na corrida presidencial de 2002, em ação orquestrada por José Serra); e Honoráveis Bandidos — Um retrato do Brasil na Era Sarney ; mais dois livros de memórias: Grandes Mulheres que eu Não Comi, pela Casa Amarela; e Evasão de Privacidade, pela Geração Editorial


02 setembro, 2013

CNBB, CUT e OAB articulam ação por reforma política

Fonte: RedeBrasilAtual (http://www.redebrasilatual.com.br)

CC/MIDIA NINJA
reformapolitica.jpg
Cresce organização da sociedade civil para pressionar Legislativo a trabalhar pela reforma política
São Paulo – Encontro em Brasília promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) com a participação de representantes de diversas organizações da sociedade civil produziu um manifesto pela reforma política democrática e uma proposta de projeto de lei. Esses documentos serão entregues oficialmente, na próxima semana, aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.
A reformulação do sistema político brasileiro, a diminuição da influência do poder econômico nas eleições, a regulamentação do artigo 14 da Constituição sobre a participação popular, a fidelidade partidária programática e o aperfeiçoamento da representação da sociedade civil no campo político são algumas das propostas aprovadas na reunião, realizada no dia 28 de agosto.
Entre as entidades que assinaram os documentos incluem-se a OAB, o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), a Plataforma dos Movimentos Sociais pela reforma do sistema político, a Frente Parlamentar pela Reforma Política com participação popular, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG), o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC), a União Nacional dos Estudantes (UNE), a Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP), a Caritas Brasileira, além de representantes dos magistrados.

Empresários

Ainda no plano político, a CNBB promoverá em todo o país, de segunda (2) a quinta-feira (5), a 5ª Semana Social Brasileira, cujo tema será "O Estado que temos e o Estado que queremos". De acordo com o padre Nelito Dornelas, da CNBB, "vivemos uma crise de valores, em um Estado empresa, ainda a serviço das forças hegemônicas do capital."
O religioso acrescentou que os grupos que se reunirão na Semana Social vão debater, entre outros temas, o excesso de gastos com juros das dívidas públicas, e a situação dos indígenas, dos pescadores, dos quilombolas, além da atuação das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs).
Uma outra iniciativa da CNBB no campo político é o Projeto Nacional de Responsabilidade Social, com o slogan "Empresa com Valores", lançado no mês passado em São Paulo. Trata-se de uma parceria entre a Igreja Católica Romana e a Associação de Dirigentes Cristãos de Empresas do Brasil (ADCE). O projeto consiste na organização de grupos de debate em todo o país para a elaboração de propostas e de experiências sobre responsabilidade social. Serão criados também espaços nas redes sociais da internet para a troca de informações.

29 agosto, 2013

Médicos brasileiros fazem farra com o escasso dinheiro do SUS

Não são poucos os médicos brasileiros que ganham dinheiro do Sistema Único de Saúde, sem oferecer nada em troca.

Duas reportagens do Jornal do SBT, uma feita no Rio de Janeiro e outra realizada em São Paulo, flagraram profissionais registrando o ponto em hospitais públicos e saindo pra trabalhar em outro local.

Será que é isso que os CRM´s chamam de exercício legal da profissão?

Quer dizer que médicos estrangeiros atendendo o povo nos rincões do Brasil, segundo o CRM, não pode ser, mas brasileiros ganhando muito dinheiro nas grandes cidades sem trabalhar, enquanto o povo morre na fila de espera pode. O que o CRM pode dizer em defesa daqueles ladrões do dinheiro público e sua falsa ética? 

As reportágens às quais me refiro merecem milhões de visualizações, por isso aí vão os links:


http://youtu.be/DAFI5z1lf58

http://youtu.be/9r1rOs_d3_s


Síria resistirá à intervenção do Ocidente

Líder cubano critica possível incursão militar no país árabe e ironiza rumores de que Cuba impediu entrada de Snowden.

Cubadebate - O líder cubano Fidel Castro

O que me move a escrever é o fato de que muito em breve irão ocorrer acontecimentos graves. Não transcorre em nossa época dez ou quinze anos sem que nossa espécie corra perigos reais de extinção. Nem Obama nem ninguém pode garantir outra coisa; digo isso por uma questão de realismo, já que só a verdade nos poderia oferecer um pouco mais de bem-estar e um sopro de esperança. Chegamos na fase da maior idade em relação a nossos conhecimentos. Não temos direitos de enganar nem de nos enganarmos.

Em sua grande maioria, a opinião pública conhece bastante sobre o novo risco que se encontra em suas portas.

Não se trata simplesmente de que os mísseis de cruzeiro apontem para alvos militares na Síria, senão que esse valente país árabe, situado no coração de mais de oito milhões de muçulmanos, cujo espírito de luta é lendário, declarou que resistirá até o último suspiro contra qualquer ataque ao seu país.

Todos sabem que Bashar al Assad não era político. Estudou medicina. Graduou-se em 1988 e se especializou em oftalmologia. Assumiu um papel político em razão da morte de seu pai, Hafez al Assad, no ano 2000, e da morte acidental de seu irmão mais velho.


Todos os membros da OTAN, aliados incondicionais dos Estados Unidos, e uns poucos países petroleiros aliados ao império naquela zona do Oriente Médio garantem o abastecimento mundial de combustíveis de origem vegetal, acumulados ao largo de mais de um milhão de anos. A disponibilidade de energia procedente, em troca da fusão nuclear de partículas de hidrogênio, tardará por, pelo menos, 60 anos. A acumulação dos gases de efeito estufa continuará a crescer em elevados ritmos apesar de colossais investimentos em tecnologia e pessoal.

Por outro lado se afirma que, em 2040, em apenas 27 anos, muitas tarefas que hoje são atribuídas à polícia, como impor multas e outras tarefas, seriam realizadas por robôs. Imaginam os leitores o quão será difícil discutir com um robô capaz de fazer milhões de cálculos por minuto? Era algo inimaginável anos atrás.

Há apenas algumas horas, na segunda-feira de 26 de agosto, despachos de agências clássicas bem conhecidas por seus serviços sofisticados aos Estados Unidos, se dedicaram em difundir a notícia de que Edward Snowden foi obrigado a se estabelecer na Rússia porque Cuba cedeu às pressões norte-americanas.

Ignoro se alguém, em algum lugar disse algo ou não para Snowden, porque esse não é meu trabalho. Leio o que posso sobre notícias, opiniões e livros que se publicam no mundo. Admiro como valentes e justas as declarações de Snowden, para quem, ao meu juízo, prestou um serviço ao mundo ao revelar a política repugnantemente desonesta do poderoso império que mente e engana o mundo. O que não estou de acordo é que alguém, quaisquer que fossem seus méritos, pudesse falar em nome de Cuba.

Fonte: http://operamundi.uol.com.br/conteudo/opiniao/30866/siria+resistira+a+intervencao+do+ocidente.shtml

19 agosto, 2013

Fraude: Ministério da Justiça multa quatro fabricantes de leite

por Redação da RBA

São Paulo – Parmalat, Marajoara, Barbosa e Marques e Cooperoeste foram multadas hoje (15) em R$ 308 mil; R$ 150 mil; R$ 191 mil e R$ 525 mil, respectivamente pela comercialização de leite integral e leite em pó por desrespeito à informação contida nos rótulos e às normas técnicas que assegurem a qualidade do produto. Segundo nota do Ministério da Justiça (MJ), a ação é decorrente do programa de combate à fraude no leite.



A fiscalização foi realizada por técnicos dos ministérios da Justiça e da Agricultura. Após inspeção de técnicos do MJ e do Ministério da Agricultura, foram instaurados quatro processos administrativos que resultaram nas multas.



Conforme nota do MJ, a irregularidade encontrada trata da rotulagem nutricional de alimentos embalados e estabelece que se admitirá uma variação de 20% com relação ao valor calórico e aos nutrientes declarados no rótulo da embalagem do produto.



Os leites também apresentaram quantidades de carboidratos, proteínas, gorduras diferentes daquelas previstas nas embalagens, com variação superior ao permitido. Foram verificadas também violações a direitos básicos, como informação, cumprimento de oferta e de critérios de qualidade estabelecidos em regulamentos técnicos. O Código de Defesa do Consumidor determina que produtos em desacordo com normas técnicas são impróprios ao consumo e comercializá-los constitui prática abusiva.



09 agosto, 2013

São Luis em duas rodas

Nos próximos dias 23, 24 e 25 de agosto, São Luis receberá visitantes de todo o país para o 4º Encontro Nacional de Motociclistas. O evento acontecerá no CEPRAMA (Centro de Produção Artesanal do Maranhão) no centro da cidade. A entrada é 1 kg de alimento não perecível.  Certamente lá não faltará gente bonita, comida boa, máquinas poderosas e principalmente, de maneira alguma faltará Rock in Roll. 

11 julho, 2013

Movimento "Vem pra rua": O quê está em jogo? II

Vasculho portais e blogs de "blogueiros sujos" em busca de informações sobre o povo nas ruas. "Bamburrei" na minha garimpagem. Encontrei no site GGN (http://www.jornalggn.com.br) uma matéria sobre um personagem que considero ícone das recentes manifestações convocadas pelas redes socias. Maycon Freitas é o "herói" que ocupou as páginas amarelas do semanário Veja. Ele faz bico de dublê na Globo e pensou em usar suas técnicas para atear fogo ao própio corpo e tornar-se assim, um herói nacional. A matéria traz até um vídeo do youtube onde ele demonstra sua técnica.

Vale a pena ver. Olha o link da matéria aí: http://www.jornalggn.com.br/blog/como-veja-elegeu-um-inexpressivo-lider-de-passeatas

Veja o vídeo do homem tocha: http://youtu.be/kLvL5QbmvgI

Centrais sindicais convocam "Dia Nacional de Lutas"

Com um intuito de apresentar à sociedade e ao governo uma pauta que interesse aos seus trabalhadores, as centrais sindicais brasileiras organizaram para hoje, 11/07/2013, o que chamaram de "Dia Nacional de Lutas". Com greves e mobilizações nas ruas das grandes cidades, com o apoio de movimentos sociais e de organizações estudantis, as manifestaçõe de hoje trarão em sua pauta uma vasta lista de reivindicações. Apenas lgumas pautas são consenso entre as centrais. São elas:

- Fim do projeto de lei PL4330 que visa regulamentar a terceirização nos serviços público e privado;
- Redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais;
- Fim do fator previdenciário, que reduz o valor das aposentadorias;
- Suspensão dos leilões de petróleo;
- Garantia de 10% do PIB para a educação;
- Garantia de 10% do orçamento da união para a saúde;
- Reforma agrária;
- Transporte público de qualidade.

A CUT (Central Única dos Trabalhadores ) isoladamente, vai defender o plebiscito da reforma política.


Em São Luis/MA, a concentração será na praça Deodoro (em frente à biblioteca pública) e a passeata vai à sede do Governo do Estado, o Palácio do Leões.


Em Teresina/PI, a concentração será na Praça da Liberdade (em frente ao IFPI), de onde os manifestantes sairão em passeata pelas ruas do centro da cidade, passando pelo Palácio do Karnak, sede do Governo estadual, Praça Pedro II, av. Frei Serafim até a altura do Bom Preço, e retornam à Praça da Liberdade.


27 junho, 2013

Na hora da crise, beba História


Publico aqui texto retirado site Tijolaço (http://www.tijolaco.com.br/). Pode perfeitamento ser lido hoje, pois é atualíssimo. Trata-se de um discurso de João Gular, dias antes do golpe de 1964.




Democracia é por fim a privilégios



  “Brasileiros, não receio ser chamado subversivo por propagar a necessidade de revisão da atual Constituição da República, é antiquada porque legaliza uma estrutura econômica já soberana , injusta e desumana .


O povo tem que sentir a democracia que ponha fim aos privilégios de uma minoria proprietária de terras.

Acusam o Governo Federal de estar incitando a agitação e de estar pretendendo golpear o regime democrático, mas quem acusa o Governo de pretender golpear as Instituições?

São aqueles mesmos que o povo reconhece como os maiores golpistas deste país e que, em todas as oportunidades, ostensivamente, procuram desviar o Brasil do seu rumo democrático, que é o rumo do povo brasileiro.

Os que hoje dizem que o Governo conspira, são aqueles que mais vem conspirando contra os interesses do povo e do País, os mesmo que em 1950 queriam impedir a posse do Presidente Getúlio Vargas, os mesmo que em 1954 levaram o grande Presidente ao suicídio, os mesmos que, em 1956, afirmaram que o governo eleito não podia tomar posse, os mesmos que em novembro do mesmo ano pretenderam sufocar as liberdades democráticas, os mesmos que em 1961 proclamaram que um vive-presidente eleito não podia sequer pisar no solo da Pátria e invadiam jornais e encarceravam operários e líderes populares para impedir que a constituição fosse cumprida, esses mesmos que gritam hoje que o Presidente João Goulart conspirou contra o regime e que eles são os democratas deste País; desgraça da nossa democracia se tivesse de ser defendida por aqueles que sempre estão prontos para golpeá-la.

O que eles querem encobrir com essas acusações constantes são outros propósitos e objetivos com essa campanha de difamação, de mentiras, de mistificação e confundir o povo brasileiro, para evitar que se façam dentro deste País as reformas reclamadas pela classe operária, que não constituem apenas uma reivindicação legítima e patriótica dos brasileiros deserdados, mas sim um imperativo nacional, reclamado pelo nosso desenvolvimento e o nosso progresso.”


Por: Fernando Brito

24 junho, 2013

Também quero ir às ruas

      Estarei completanto, dentro de poucos meses, 40 anos de idade. Desde os 16 que vou às ruas, na luta por melhores dias. Durante este tempo, participei de passeatas estudantis, de greves de trabalhadores, fui dirigente sindical, militei em partidos políticos, participei de associações de moradores, integrei o MEP (movimento evangélico progressista) nas discursões pela rede, entre outros movimentos. Fiz isso porque acreditei que poderíamos construir uma nação mais justa, mais fraterna. Hoje não estou nas ruas, no meio da massa. Não estou porque julgo que os manifestantes, no geral, estão perdidos quanto ao que pretendem. A reclamação é generalizada.

20 junho, 2013

Movimento "Vem pra rua": O que está em jogo?

Tantas pessoas juntas pelas ruas do país sem uma pauta definida, leva naturalmente à baderna. Existe um movimento pela redução dos valores cobrados no transporte público? Claro que sim. É legítimo. Existe uma insatisfação com a estrutura político partidária carcomida do Brasil? Claro que existe. Mas é claro também, que a grande maioria das pessoas está indo às ruas sem ter um "ideologia pra viver".

18 junho, 2013

Movimento Passe Livre no Roda Viva

Estou vendo agora entrevista com Nina e Lucas, lideranças do movimento "Passe Livre" em São Paulo. Já vou publicando o link, na certeza de que vale a pena ver. Na bancada de entrevistadores está a jornalista Giuliana Vallone, ferida com bala de borracha durante uma manifestação. Também no rol de entrevistadores tem um coronel da PM, além de outros jornalistas. Vamos ver então?


http://youtu.be/jDS2cFjZPio

15 junho, 2013

“Folha” e “Estadão” são velhos defensores da ordem...

por Rodrigo Vianna


“Folha” e “Estadão” são velhos defensores da ordem. Em 64, defenderam uma “ordem” curiosa: em nome da Democracia, era preciso atentar contra a Democracia. A gloriosa imprensa nacional implorou pelo golpe. E foi atendida. Nos anos seguintes, jornalistas foram presos, torturados. Na época, a maioria dos jornalistas tinha noção exata de que o interesse do patrão não era o interesse do jornalista. Os dois não se confundiam.
Os anos 90 transformaram os jornalistas em “novos-ricos”, apesar de quase sempre mal pagos. O novo-riquismo se expressava em um jeito “moderno” de se vestir, que eu vi de perto na Redação da Barão de Limeira: chefes com calça pula brejo, gravatas coloridas, um jeito espalhafatoso que alguns chamavam de “yuppie”. Muitos, mesmo sem ser chefes, embarcaram no modismo. Vestiram roupa dos chefes, passaram a pensar como os patrões. Jovens recem-saídos da faculdade chegavam às redações achando que eram sócios da “liberdade de imprensa” dos patrões.

12 junho, 2013

Senado discutie Lei Geral das Religiões

Da Redação - Agência Senado


A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou, nesta quarta-feira (12) projeto de lei (PLC 160/2009) que trata das garantias e dos direitos fundamentais ao livre exercício da crença e dos cultos religiosos – a chamada Lei Geral das Religiões. A proposta é de autoria do deputado George Hilton (PRB-MG) e regulamenta dispositivos constitucionais que garante o livre exercício de crenças. Em razão de acordo de líderes, a matéria, que deveria passar por exame da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), segue diretamente para o Plenário.

BOLSA FAMÍLIA: O PODER DE PLÁSTICO

Por Ed Wilson Ferreira Araújo

Um dos maiores dispositivos de poder no Brasil contemporâneo é um pequeno objeto retangular, de plástico rígido, com uma tarja magnética no verso: o cartão do Bolsa Família.


Criado no conjunto de ações do programa Fome Zero, o Bolsa Família é a maior ferramenta de proteção social do Brasil.


Analisar esse fenômeno, face ao recente episódio dos saques estratosféricos e da “calça de 300 reais”, requer uma postura desapaixonada do debate rasteiro travado entre petistas roxos e tucanos emplumados.

11 junho, 2013

Oficiais do MA visitam Comando do Corpo de Bombeiros do Piauí



O Comando do Corpo de Bombeiros Militar do Piauí (CBMEPI) recepcionou uma comissão composta de militares do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA). Esteve à frente da comissão maranhense, o comandante geral do CBBMA, coronel João Vanderley Costa Pereira.

Secretaria Estadual de Educação do Maranhão abre processo seletivo para professores



A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio da secretária adjunta de Projetos Especiais (Sape), abriu, nesta segunda-feira (10), inscrições gratuitas de processo seletivo simplificado para contratação temporária de 162 professores para atuarem nos cursos do ensino fundamental, médio e na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Os interessados devem se inscrever até sexta-feira (14) nas sedes das unidades regionais de educação de São Luís, Açailândia, Bacabal, Caxias, Imperatriz, Pedreiras, Rosário, Santa Inês, Timon e Viana.

MP libera R$ 2,9 bilhões para financiamento de ensino superior

Agência Câmara



Tramita no Congresso a Medida Provisória 616/13, que abre crédito extraordinário de R$ 2,932 bilhões para o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). O objetivo é garantir o acesso de estudantes a universidades particulares por meio de novos financiamentos, aditamentos dos empréstimos já contratados e de contratos de anos anteriores para os quais os repasses não foram suficientes.

05 junho, 2013

Inflação para famílias com renda até 2,5 salários mínimos recua e fecha maio em 0,18%


Rio de Janeiro – O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que mede a inflação para famílias com renda até 2,5 salários mínimos, fechou o mês de maio em 0,18%, taxa inferior ao 0,59% de abril. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IPC-C1 de maio também foi menor do que o Índice de Preços ao Consumidor Brasil (IPC-BR), que mede a inflação para todas as faixas de renda e fechou o mês em 0,32%.

Prefeitura municipal de Timon fará redadastramento imobiliário

A Secretaria Municipal de Finanças (SEMUF) iniciou no último dia 04 de junho, o trabalho de recadastramento dos imóveis no município de Timon. Com uma equipe prevista de 50 cadastradores, a SEMUF estima em 60 mil o número de imóveis que serão cadastrado num prazo de 10 meses. O trabalho servirá de base para o cálculo do Imposto Territorial Urbano (IPTU), além de fornecer dados que poderão ajudar no planejamento do município.

04 junho, 2013

Teresina se prepara para o III THEmotofest

Evento que vem se firmando como acontecimento turístico,  o III THEmotofeste acontecerá nos dia 07, 08 e 09 de Junho de 2013 em Teresina/PI, no espaço turístico da Ponte Estaiada. Reunindo motociclistas de vários Estados da federação o evento se caracteriza como um encontro nacional de motociclistas, proporcionando mais uma oportunidade de confraternização dos amantes de motocicletas e praticantes de mototurismo.