22 outubro, 2010

Globo faz truncagem para contestar bolinha de papel

José Antonio Meira da Rocha. Professor de Jornalismo Gráfico da Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Educação Superior Norte-RS (UFSM/CESNORS), campus de Frederico Westphalen, Rio Grande do Sul, Brasil.


Toda a produção jornalística pode ser digitalizada. Tudo o que é publicado está à mercê de chatos que salvam, gravam, colecionam, digitalizam com plaquinhas de 120 reais. Como eu, que gosto de gravar TV na minha Pixelview PlayTV Pro.


Por isso, hoje, é inconcebível que a grande imprensa, sofrendo há muito com as mudanças provocadas pela digitalização, tente enganar seu digitalizado público com armações grotescas como esta aprontada pelo Jornal Nacional de 2010-10-22, com ajuda da Folha.com e do repórter Ítalo Nogueira.

Será que a velha mídia não se dá conta que qualquer pessoa pode gravar TV e passar quadro-a-quadro? E que, fazendo isto, a pessoa pode ver que não há nenhum rolo de fita crepe sendo atirado contra o candidato José Serra? Que o detalhe salientado em zoom numa extensa matéria de 7 minutos não passava de um artifact de compressão de vídeo sobreposto à cabeça de alguém ao fundo? Que não se vê no vídeo quadro-a-quadro nenhum objeto indo ou vindo à cabeça do candidato?

 
E a Globo ainda vai procurar a opinião de um “especialista” de reputação duvidosa…

Tudo pode ser digitalizado, menos a credibilidade de um veículo jornalístico. E este único ativo que sobra à velha mídia, ela joga fora…

Veja a sequência abaixo e tente encontrar o rolo de fita voando em direção à cabeça do candidato.

Click aqui.


Fonte: http://www.novae.inf.br/site/modules.php?name=Conteudo&pid=1689

20 setembro, 2010

Aves de mau agouro

Quando não tem crise cria-se uma.



Se o brasileiro desse ouvidos aos "especialistas" indicados pelo PIG, nós estaríamos fritos.

José Serra no programa do Jô

Jô Soares dá nota 7,5 para o governo Fernando Henrique Cardoso. Isso porque Serra não consegui dá nota alguma.

13 setembro, 2010

Ministra emite nota à imprenssa

A ministra da Casa Civil abre mão de seus sigilos bancários e fiscal. Seus familiares fazem o mesmo.

Através de um ofício (n 2.779/Gab-c. Civil/Pr) pede para ser investigada pela comissão de ética da presidência da república.




Nota à Imprensa – Casa Civil




Sobre a matéria caluniosa da revista VEJA, buscando atingir-me em minha honra, bem como envolver familiares meus, cumpre-me informar:


1) procurados pelo repórter autor das aleivosias, fornecemos – tanto eu quanto os meus familiares – as respostas cabíveis a cada uma de suas interrogações. De nada adiantou nosso procedimento transparente e ético, já que tais esclarecimentos foram, levianamente, desconhecidos;


2) sinto-me atacada em minha honra pessoal e ultrajada pelas mentiras publicadas sem a menor base em provas ou em sustentação na verdade dos fatos, cabendo-me tomar as medidas judiciais cabíveis para a reparação necessária. E assim o farei. Não permitirei que a revista VEJA, contumaz no enxovalho da honra alheia, o faça comigo sem que seja acionada tanto por DANOS MORAIS quanto para que me garanta o DIREITO DE RESPOSTA;


3) como servidora pública sinto-me na obrigação, desde já, de colocar meus sigilos fiscal, bancário e telefônico, bem como o de TODOS os integrantes de minha família, a disposição das autoridades competentes para eventuais apurações que julgarem necessárias para o esclarecimento dos fatos;


4) lamento, por fim, que o processo eleitoral, no qual a citada revista está envolvida da forma mais virulenta e menos ética possível, propicie esse tipo de comportamento e a utilização de expediente como esse, em que se publica ataque à honra alheia travestido de material jornalístico sem que se veicule a
resposta dos ofendidos.



Brasília, 11 de setembro de 2010.


Erenice Guerra
Ministra-Chefe da Casa Civil da Presidência da República

09 setembro, 2010

Alpha Blondy : Jerusalem



Jerusalem

Barouh atat adonai (barouh atat adonai)

Barouh aba yeroushalaim (barouh aba yeroushalaim)





From the bible to the coran

Revelation in jerusalem

Shalom salamalekoum

You can see christians, jews, and muslins

Living together and praying amen

Let's gives thanks and praises





Barouh atat adonai

Barouh aba yeroushalaim

Barouh atat adonai

Barouh aba yeroushalaim

Jerusalem here i am

Jerusalem je t'aime

Jerusalem here i am

Jerusalem je t'aime





Israela yakirati

Israela yakirati

Ani ohev otarh

Israela yakirati





Israela yakirati

Israela yakirati

Israela yakirati

Ani ohev otarh

Israela yakirati





From the bible to the coran

Revelation time

Shalom salamalekoum

You can see christians, jews, and muslins

Living together and praying amen

Let's gives thanks and praises





Israela yakirati

Israela yakirati

Ani ohev otarh

Israela yakirati





Israela yakirati

Israela yakirati

Israela yakirati

Ani ohev otarh

Israela yakirati





Jerusalem here i am

Jerusalem je t'aime

Jerusalem here i am

Jerusalem je t'aime

Jerusalem

Bendito sejas Tú, Eterno (idem)

Bendito seja aquele de Jerusalem (idem)





Da Bíblia ao Alcorão

É tempo de revelação em Jerusalem

Seja bem-vinda a completa paz

Você pode ver cristãos, judeus e muçulmanos.

Vivendo e orando juntos Amem !

Vamos dar agradecimentos e orações





Bendito sejas Tú, Adonai

Bendito seja Aquele de Jerusalém

Bendito sejas Tú, Adonai

Bendito seja Aquele de Jerusalém

Jerusalem eu estou aqui

Jerusalem eu te amo

Jerusalem eu estou aqui

Jerusalem eu te amo





Querida Israel

Querida Israel

Eu te amo

Querida Israel





Querida Israel

Querida Israel

Querida Israel

Eu te amo

Querida Israel





Da Bíblia ao Alcorão

É tempo de revelação em Jerusalem

Seja bem-vinda a completa paz

Você pode ver cristãos, judeus e muçulmanos.

Vivendo e orando juntos Amem !

Vamos dar agradecimentos e elogios





Querida Israel

Querida Israel

Eu te amo

Querida Israel





Querida Israel

Querida Israel

Querida Israel

Eu te amo

Querida Israel





Jerusalem eu estou aqui

Jerusalem eu te amo

Jerusalem eu estou aqui

Jerusalem eu te amo

Planta e Raiz canta: "Raiou"



No clipe gravado na favela de Heliópolis, em São Paulo, a banda Planta e Raiz diz que o amor raiou.

08 setembro, 2010

Bala de Prata

Qual será o golpe final da Globo? O que fazer a respeito?
por Luiz Carlos Azenha

Bala de prata. Há muito se especula sobre bala de prata. Qual será a “bala” atirada pelo consórcio Organizações Globo/Folha/Estadão/PSDB/DEM na véspera do primeiro turno, em 2 de outubro de 2010, para tentar mudar o quadro eleitoral? Em 2006 foram as fotos do dinheiro apreendido com os aloprados do PT, que teriam tentado comprar um dossiê contra o então candidato a governador José Serra. Ninguém tratou do conteúdo do dossiê: as ambulâncias superfaturadas compradas durante a gestão de Serra no Ministério da Saúde. Aliás, a Globo passou a tratar aquele dossiê como “falso dossiê”, quando todas as informações oficiais mostram que o esquema das ambulâncias superfaturadas vicejou durante a administração Serra.

Naquela ocasião, as fotos “vazaram” justamente na antevéspera da eleição, para que pudessem ser publicadas na véspera, estrelando a edição do Jornal Nacional. Foi obra do delegado Edmilson Bruno, cuja conversa com os jornalistas na hora do vazamento se tornou um clássico da conjunção carnal entre fonte e mídia, com o delegado sugerindo o uso de photoshop, instruindo repórteres sobre como proceder com a divulgação das informações, contando que ia mentir para o superior hierárquico sobre a fonte do vazamento e se referindo a uma “foto da Globo” — tudo isso sob o silêncio complacente dos “profissionais” da mídia.

Para ouvir a conversa gravada, clique aqui.

Na opinião de Luís Nassif, a bala de prata deste ano terá relação com o envolvimento de Dilma Rousseff na resistência ao regime militar. Também acho que seja o mais provável, dado que conheço inúmeros casos de gente que decidiu não votar na candidata do PT depois de receber por e-mail “notícias” (obviamente falsas) sobre crimes atribuídos à candidata. Não é outro o motivo das correntes de e-mail que tem sido bombardeadas diuturnamente na rede contra Dilma: preparar o terreno para alguma ação de grande alcance, provavelmente no Jornal Nacional. Ou seja, quando a bala de prata for disparada funcionará como uma espécie de confirmação. Registro que muita gente recém-chegada ao mundo da rede devota profunda credibilidade à palavra escrita e, por não encontrar na rede fontes de desmentido, tende a acreditar que “onde há fumaça há fogo”. Estranho, portanto, que a campanha de Dilma não tenha preparado algum tipo de vacina preventiva contra as mentiras.

É óbvio que não sabemos exatamente o que vai acontecer, nem quando. Como tem sido assim na história das eleições brasileiras, tudo indica que acontecerá de novo. O que me leva à pergunta seguinte: qual deve ser a consequência para a concessão pública de rádio ou de TV que embarcar na disseminação da mentira? Uma campanha para o cancelamento de assinaturas (das publicações das Organizações Globo), apoiada pelas centrais sindicais, pelos movimentos sociais e pela blogosfera? Uma campanha de boicote aos anunciantes, patrocinada pelas centrais sindicais, pelos movimentos sociais e pela blogosfera? Ações coletiva na Justiça? Punição, dentro das regras já existentes, às concessões que praticarem crimes eleitorais?

Deixo a questão em aberto para que vocês reflitam e façam sugestões. Vou sugerir ao Altamiro Borges, do Centro de Mídia Alternativa Barão de Itararé, que pense em articular algum movimento coletivo que deixe claro, desde já, que tentativas de fraude eletrônica antecipada das eleições de 2010 terão consequências práticas aos que forem patrocinadores dela.

Fonte: http://www.viomundo.com.br/opiniao-do-blog/qual-sera-o-golpe-final-da-globo-o-que-fazer-a-respeito.html

26 agosto, 2010

A ESCOLA DOS BICHOS


Por: Rosana Rizzuti


Conta-se que vários bichos decidiram fundar uma escola. Para isso reuniram-se e começaram a escolher as disciplinas.

O Pássaro insistiu para que houvesse aulas de
vôo. O Esquilo achou que a subida perpendicular em árvores era fundamental. E o Coelho queria de qualquer jeito que a corrida fosse incluída.

E assim foi feito, incluíram tudo, mas...
cometeram um grande erro. Insistiram para que todos os bichos praticassem todos os cursos oferecidos.

O Coelho foi magnífico na corrida, ninguém corria como ele. Mas queriam ensiná-lo a voar.
Colocaram-no numa árvore e disseram: "Voa,
Coelho". Ele saltou lá de cima e "pluft"...
coitadinho! Quebrou as pernas. O Coelho não
aprendeu a voar e acabou sem poder correr também.

O Pássaro voava como nenhum outro, mas o
obrigaram a cavar buracos como uma topeira.
Quebrou o bico e as asas, e depois não conseguia voar tão bem, e nem mais cavar buracos.

SABE DE UMA COISA?

Todos nós somos diferentes uns dos outros e cada um tem uma ou mais qualidades próprias dadas por DEUS.

Não podemos exigir ou forçar para que as
outras pessoas sejam parecidas conosco ou tenham nossas qualidades.

Se assim agirmos, acabaremos fazendo com que elas sofram, e no final, elas poderão não ser o que queríamos que fossem e ainda pior, elas poderão não mais fazer o que faziam bem feito.

RESPEITAR AS DIFERENÇAS É AMAR AS PESSOAS COMO ELAS SÃO.

10 agosto, 2010


Como diria um famoso apresentador de TV "É Brincadeira!!". É bincadeira a postura dos apresentadores Wiliam Boner e Fátima Bernardes, do Jornal Nacional, ao entrevistar a presidenciável Dilma Russef. Eles fizeram perguntas que longe de verificar propostas políticas e de governo, pretendiam apenas colocar em dificuldade a entrevistada. Como a candidata teve uma desenvoltura que eles certamente não esperavam, ficaram simplesmente interrompendo o tempo todo. Teve uma hora que a Fátima Bernardes pediu ao maridão que parasse de interroper. Já tava mais que na hora. Tava dando na vista. O padrão global de jornalismo "É brincadeira!!!!"

26 março, 2010

A vida ensina belas lições.

Nem sempre da maneira mais fácil, é claro.

Eu prefiro aprender com os vencedores.

Este trecho de entrevista do presidente do grupo Pão de Açucar, Abilio Diniz, me faz lembrar de dificuldades por que passei recentemente, mas acima de tudo, suas palavras ratificam minha certeza de que viver com a verdade é ter vitória pra contar.

AQUI.

11 março, 2010

Plano Geral de Banda Larga é para começar neste ano

Plano Geral de Banda Larga é para começar neste ano

Da Agência Brasil - O Plano Geral de Banda Larga, que está em elaboração pelo governo, começará a não ser implementado neste ano, mas as metas, por serem ambiciosas, serão atingidas progressivamente até 2014.

Durante audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado, o ministro Franklin Martins disse que “o plano está sendo concebido para ir até 2014 e é evidente que não será todo realizado este ano. É evidente que parte dele será feito este ano.”

De acordo com ele, “A banda larga não é luxo. Banda larga é feito alfabetização. Todo mundo tem que ter, todo mundo tem que ter acesso a informação, aos conteúdos, às trocas que existem na banda larga.”

Martins disse que o governo vai usar as redes de fibra óptica que pertencem à Eletrobrás (possivelmente operadas pela Telebras). Isso, assinalou, poderá ser usado para “aumentar a competição, derrubar preços e fazer com que os serviços fiquem mais baratos na ponta”.

O coordenador do Plano Geral de Banda Larga, Cezar Alvarez, disse que o proposta deverá ser apresentada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva na primeira quinzena de abril. “No final do mês, será instalada a mesa permanente que coordenará a execução do projeto.”

fonte:http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/

Farsante contumaz e pau-mandado

quarta-feira, 10 de março de 2010
Farsante contumaz e pau-mandado


O jornalista e psicólogo cubano Guillermo Fariñas se tornou opositor ao regime cubano após a morte do general Arnaldo Ochoa, condenado por corrupção e narcotráfico. Ochoa foi fuzilado em Cuba em 1989. Fariñas não está preso, está em sua própria casa. Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo ele quer culpar o presidente Lula pelo seu destino. Em greve de fome há 15 dias, quer que o presidente Lula interfira junto ao governo de Cuba em favor de dissidentes políticos que cometeram crimes de espionagem e sabotagem. Fariñas já esteve outras 22 vezes em greve de fome como forma de protesto contra o governo cubano. O dissidente chegou a permanecer sete meses sem ingerir alimentos, em 2006, para exigir o fim dos condicionamentos para acessar Internet.

Assim como tal blogueira Yoani Sanchez, os dissidentes presos são agentes financiados pelos EUA para criar e manter um clima de animosidade política em Cuba, recorrendo até ao terrorismo com explosivos e a assassinatos. Mais do que isso, no momento: buscam impedir qualquer entendimento entre Cuba e os EUA. Por que essa iniciativa de greves de fome justamente quando o presidente Obama e o governo cubano iniciavam conversações para por fim ao embargo que prejudica os cubanos já há 50 anos? Conversações com as quais os direitistas que predominam na CIA (que arregimenta e infiltra agentes em Cuba), no FBI e nas forças armadas não concordam? É evidente que se trata de tramóia grossa.

O presidente Lula é o presidente da República Federativa do Brasil, e por isso não pode interferir nos assuntos internos de outro país. O presidente é um estadista, não é um golpista. O que o Fariñas pretende, bem como os que o instruem, é comprometer a imagem pública do presidente Lula no Brasil e no exterior (no mínimo, comprometer o projeto de que nosso presidente venha a assumir algum importante posto internacional após seu mandato). Fariñas é um farsante contumaz, pau-mandado da CIA.

Por Jussara Seixas (co-editora do Terra Brasilis)

11 fevereiro, 2010

Poesia popular: pra rir e chorar

O Perfeito Kassetab, conversando com seus botões:
(eu não consegui imaginar uma conversa melhor).

Me diverte a tirania,
Só pra ver se o povo aguenta
Mas se êle protestar,
Dou-lhe muuuiiito... gás pimenta.

Quero acabar com esse povo
Muito espero conseguir,
Este é o meu melhor projeto...
E nele vou investir:

Prometo não dar sossego,
Nem de noite nem de dia,
Pra ver o povo atormentado...
"Credo em cruz, Ave Maria".

Pra que escola, pra que creche?
Vai e volta nem pensar,
Penso que filho de pobre...
Não precisa estudar.

Minha tão famosa AMA,
Quem vai lá volta de ré,
Bem melhor voltar pra cama...
E se agarrar na fé.

Ônibus superlotado,
Trânsito engarrafado,
Tarifa dois e setenta...,
Só pra ver se o povo agüenta.

Bilhete bem reduzido,
Benefícios só mingüando,
Vão pro Metropolitano...
Que este aqui não está prestando.

Nas praças crescendo mato,
Nas ruas muito buraco,
Mas se o povo reclamar
Mando não me encher ... (sou educada) o caco.

Na cidade muito entulho,
Aumento de IPTU,
E quem não estiver gostando,
Vou mandar tomar... (sou educada) caju.

Eu não vou limpar os ralos,
Tomara que chova mais!
Ver o povo no sufoco...,
É o que mais me satisfaz!

Não sei mais que mal eu faço
Pro "problema" ter um fim,
Inda acabo com esse povo...
Quem mandou votar em mim?
(a voz da consciência ou do além: - foram lubridiados, coitados!)

Vera Goulart -