26 março, 2010

A vida ensina belas lições.

Nem sempre da maneira mais fácil, é claro.

Eu prefiro aprender com os vencedores.

Este trecho de entrevista do presidente do grupo Pão de Açucar, Abilio Diniz, me faz lembrar de dificuldades por que passei recentemente, mas acima de tudo, suas palavras ratificam minha certeza de que viver com a verdade é ter vitória pra contar.

AQUI.

11 março, 2010

Plano Geral de Banda Larga é para começar neste ano

Plano Geral de Banda Larga é para começar neste ano

Da Agência Brasil - O Plano Geral de Banda Larga, que está em elaboração pelo governo, começará a não ser implementado neste ano, mas as metas, por serem ambiciosas, serão atingidas progressivamente até 2014.

Durante audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado, o ministro Franklin Martins disse que “o plano está sendo concebido para ir até 2014 e é evidente que não será todo realizado este ano. É evidente que parte dele será feito este ano.”

De acordo com ele, “A banda larga não é luxo. Banda larga é feito alfabetização. Todo mundo tem que ter, todo mundo tem que ter acesso a informação, aos conteúdos, às trocas que existem na banda larga.”

Martins disse que o governo vai usar as redes de fibra óptica que pertencem à Eletrobrás (possivelmente operadas pela Telebras). Isso, assinalou, poderá ser usado para “aumentar a competição, derrubar preços e fazer com que os serviços fiquem mais baratos na ponta”.

O coordenador do Plano Geral de Banda Larga, Cezar Alvarez, disse que o proposta deverá ser apresentada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva na primeira quinzena de abril. “No final do mês, será instalada a mesa permanente que coordenará a execução do projeto.”

fonte:http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/

Farsante contumaz e pau-mandado

quarta-feira, 10 de março de 2010
Farsante contumaz e pau-mandado


O jornalista e psicólogo cubano Guillermo Fariñas se tornou opositor ao regime cubano após a morte do general Arnaldo Ochoa, condenado por corrupção e narcotráfico. Ochoa foi fuzilado em Cuba em 1989. Fariñas não está preso, está em sua própria casa. Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo ele quer culpar o presidente Lula pelo seu destino. Em greve de fome há 15 dias, quer que o presidente Lula interfira junto ao governo de Cuba em favor de dissidentes políticos que cometeram crimes de espionagem e sabotagem. Fariñas já esteve outras 22 vezes em greve de fome como forma de protesto contra o governo cubano. O dissidente chegou a permanecer sete meses sem ingerir alimentos, em 2006, para exigir o fim dos condicionamentos para acessar Internet.

Assim como tal blogueira Yoani Sanchez, os dissidentes presos são agentes financiados pelos EUA para criar e manter um clima de animosidade política em Cuba, recorrendo até ao terrorismo com explosivos e a assassinatos. Mais do que isso, no momento: buscam impedir qualquer entendimento entre Cuba e os EUA. Por que essa iniciativa de greves de fome justamente quando o presidente Obama e o governo cubano iniciavam conversações para por fim ao embargo que prejudica os cubanos já há 50 anos? Conversações com as quais os direitistas que predominam na CIA (que arregimenta e infiltra agentes em Cuba), no FBI e nas forças armadas não concordam? É evidente que se trata de tramóia grossa.

O presidente Lula é o presidente da República Federativa do Brasil, e por isso não pode interferir nos assuntos internos de outro país. O presidente é um estadista, não é um golpista. O que o Fariñas pretende, bem como os que o instruem, é comprometer a imagem pública do presidente Lula no Brasil e no exterior (no mínimo, comprometer o projeto de que nosso presidente venha a assumir algum importante posto internacional após seu mandato). Fariñas é um farsante contumaz, pau-mandado da CIA.

Por Jussara Seixas (co-editora do Terra Brasilis)