06 fevereiro, 2008

Cartões corporativos: Governo inverte ofensiva e colhe assinaturas para CPI

No primeiro dia de atividade legislativa em 2008, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), dedicou-se a colher assinaturas para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre os gastos de autoridades do Executivo nos últimos dez anos, tanto com o cartão corporativo quanto com a chamada "conta B", utilizada para suprimento de fundos antes da criação do cartão, em 2001.


Jucá disse ter conversado hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, segundo ele, apoiou a iniciativa. Com o aval de Lula, Jucá passou a recolher as assinaturas dos senadores --principalmente dos governistas. O senador diz que já tem 28 assinaturas – são necessárias 27, número equivalente a um terço dos senadores – e que vai protocolar a criação da CPI amanhã.


Fonte: Vermelho (http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=32033)
Postar um comentário