09 abril, 2008

O soldado de inverno marcha novamente


Fonte: Agência Carta Maior

"No dia 18 de abril de 2006 tive minha primeira "morte confirmada". O homem era inocente. Não sei seu nome. Eu o chamava 'o gordo'. Estava caminhando de volta para sua casa e eu atirei contra ele na frente do seu amigo e do seu pai. O primeiro disparo não o matou, eu tinha acertado na região do pescoço. Então, ele começou a gritar e olhou direto nos meus olhos. Ou seja, que olhei para o meu amigo, que estava montando sentinela comigo, e disse, 'Bom, não posso permitir que isto aconteça'. Então atirei outra vez e acabei com ele. Depois disso, sua família levou ele embora. Foram necessárias sete pessoas para levar seu corpo".

Leia o texto integral aqui.
Postar um comentário