02 abril, 2008

Por que os inimigos do povo alvejam o PT?

Nos últimos dias o Partido dos Trabalhadores em Timon, como no resto do país, tem sofrido diversos e gratuitos ataques vindos de alguns órgãos do sistema de comunicação social. Grandes jornais, revistas de circulação nacional e redes nacionais de televisão, empreendem uma verdadeira campanha de difamação, na tentativa de descredenciar o PT junto à população.
No município de Timon, seguindo a orquestração nacional, setores atrasados da política local, sentindo-se incomodados com a organização e o conseqüente crescimento do partido, voltam suas artilharias contra o PT e atacam em diversas frentes. No rádio, em portais de internet e através de panfletos apócrifos tentam, sistematicamente, macular a honra de pessoas honestas pelo simples fato de estarem filiadas no partido que está mudando a cara do Brasil.
Ao atacarem nossos companheiros, os abutres de plantão alvejam, na verdade, desmontar o PT, um partido construído em 28 anos de lutas e sacrifícios ao lado e na defesa dos interesses da maioria da população brasileira.
O PT incomoda, e um dos incômodos aos nossos adversários é o fato de o presidente Lula, no 5º ano de seu governo, contar com um índice de 73% de aprovação. Eles estão enervados por saberem que a popularidade de Lula reflete aqui nas eleições municipais e fortalece o PT como instrumento de luta a favor da classe trabalhadora. Os crápulas estão preocupados com o fato de que a população identifica no PT o comprometimento com a causa dos mais pobres desse país, inclusive do povo timonenses.
Os adversários do povo sabem que a população timonense reconhece no presidente Lula, que é do PT, a responsabilidades pelas mais de 16.000 bolsas-família, que em Timon ajudam a melhorar o nível de renda da população. Eles ficam desnorteados quando se dão conta de que milhares de timonenses já foram beneficiados com as casas populares que estão sendo entregues, por exemplo, às populações da Vila Esperança, da Cidade Nova e do Bairro Jóia, graças ao governo popular que se instalou no país, quando o PT e o povo elegeram Lula presidente. Os irrita imaginar que os R$ 68 milhões que chegam ao município, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), irão financiar obras de saneamento, abastecimento d’água, construção de equipamentos públicos e melhorias habitacionais. Os nossos adversários sabem que o PAC vai transformar o município num verdadeiro canteiro de obras e melhorar a vida de nossa gente.
Os inimigos do povo roem-se por dentro, ao terem de reconhecer que foi necessário um ex-sindicalista chegar à presidência do país para que o Brasil se posicionasse como uma nação desenvolvida, respeitada no cenário mundial e que serve de modelo no quesito combate à pobreza.
É exatamente por ter feito opção pelos pobres que o PT se torna alvo de infâmia dos poderosos. Porém, pela justeza da nossa causa, continuaremos lutando ao lado do povo trabalhador, contribuindo para o fortalecimento das instituições democráticas, na defesa da liberdade de pensamento e pelo direito que o povo tem de escolher o que é melhor para si.
Na nossa luta não usamos, nem usaremos dos subterfúgios de que lançam mão os inescrupulosos. Assumimos nosso lugar político e assinamos nossos pontos de vista. Entendemos que esconder-se no anonimato, como fazem muitas vezes os inimigos do povo, é uma atitude leviana, além de prova inconteste de que as verdadeiras e más intenções estão camufladas por trás do falso discurso de defensores da moral e da ordem.
O PT em Timon, como partido feito por gente do povo, se congratula e se alia na luta com cada homem e com cada mulher comprometida na construção de uma cidade mais próspera, mais bela, acolhedora, que propicie melhores dias aos seus habitantes. Acreditamos na construção de uma Timon que cause orgulho e eleve a auto-estima de cada cidadão e cidadã que aqui habite.


Timon, 02 de abril de 2008.

Weliton Rodrigues de Oliveira
Presidente do DM do PT em Timon
Postar um comentário